sunglasses-1246251_960_720
foto: Pixabay

O que é que tem a ver usar óculos de sol e qual é a técnica que nos dá tanta alegria e um estado de felicidade equivalente a 2 mil barras de chocolate?

A resposta está nas descobertas da neurociência!!!

Sim, acredite se quiser. Ou melhor, pratique e sentirá os resultados. Quer tentar? Então leia tudo o que segue abaixo.

O texto é um resumão do que o pesquisador e pós-doutorado em neurociência da Universidade da Califórnia em Los Angeles – UCLA – Alex Korb descobriu. São só 5 coisas. Então, vamos lá.

  1. Ouça músicas dos tempos mais felizes de sua vida
    1. O pesquisador descobriu que ouvir as músicas que marcaram épocas felizes afeta o cérebro de uma forma interessante. Exemplo: volte ao tempo da faculdade ouvindo músicas que curtia na época. Você se transpõe para aquele lugar, aquele momento e impulsiona o seu humor.
    2. “Um dos efeitos fortes da música vem de sua capacidade de lembrar-se dos ambientes anteriores em que estávamos ouvindo essa música. Isto é realmente mediado para esta estrutura límbica chamada hipocampo, que é realmente importante em uma coisa chamada ‘memória dependente do contexto’. “Vamos dizer que a faculdade era o momento mais feliz de sua vida. Se começar a ouvir a música que você ouvia naquele momento, ela pode ajudá-lo a se sentir mais ligado a esse momento feliz em sua vida e fazer com que se torne mais presente”, explica o autor.
  2. Sorria e use óculos de sol
    1. O cérebro não é tão inteligente, diz o autor. Às vezes a mente fica pegando toda essa informação aleatória e não tem certeza do sentimento. E fica buscando pistas. Isto é chamado de biofeedbackBiofeedback é apenas a ideia de que o seu cérebro está sempre sentindo o que está acontecendo em seu corpo e analisa essa informação para decidir como ele deve se sentir sobre o mundo. Você se sente feliz e isso te faz sorrir. E aí ele trabalha nos dois sentidos: quando sorri, ele (o cérebro) detecta que você está feliz e diz “estou sorrindo, isto deve significar que estou feliz”. Segundo pesquisas, sorrir traz tanto prazer ao cérebro quanto comer 2 mil barras de chocolate. Wow!!!
    2. Isso faz parte da estratégia ‘finja até que aconteça’ (lembrei-me da Dra. Amy Cuddy, pesquise-a no TED, vale a pena!). O cérebro entende que quando franzimos a testa estamos preocupados ou infelizes. Por isso, para sair ao ar livre em dias ensolarados, sorria usando óculos escuros. Sim, usando óculos de sol, não franzimos os olhos e músculos da testa. Pense assim: além de ficar com um look bacana, ainda fico feliz.
  3. Pensar sobre suas metas muda a forma como vê o mundo
    1. Pesquisas detectaram que ter objetivos/metas mudam a forma como vemos o mundo. “Por isso, quando se sentir estressado ou desafiado, pense sobre suas metas de longo prazo. Isso dá ao cérebro a sensação de controle e ocorre liberação de dopamina, o que vai fazer você se sentir melhor e ficar motivado”, explica o autor.
    2. “Os objetivos e intenções que você definiu no seu córtex pré-frontal mudam a maneira como seu cérebro percebe o mundo. Às vezes, quando nos sentimos que tudo está dando errado, não estamos fazendo nenhum progresso e tudo é horrível, você não precisa mudar o mundo, você pode simplesmente mudar a forma como está percebendo o mundo e que vai ser o suficiente para fazer uma diferença positiva. Ao pensar: ‘OK, qual é o meu objetivo a longo prazo? O que estou tentando fazer?’, te coloca no modo ‘estou trabalhando para esse objetivo, estou comprometido com a realização de algo significativo pra mim”. Isso faz com que se inicie a liberação de dopamina, o que fará com que se sinta melhor”, segundo Korb.

      chocolate-74201_960_720
      sorriso é equivalente a 2 mil barras de chocolate: vamos sorrir! (Pixabay)
  4. Tenha boas horas de sono
    1. Parece óbvio mas há explicações. O autor explica que a depressão mexe com o sono. A ciência descobriu que isso é uma via de mão dupla, pois o péssimo sono causa depressão. A ciência constatou que pessoas com insônia desenvolvem depressão.
    2. O pesquisador sugere boas noites de sono. “Receba bastante luz solar durante o meio do dia. À noite, procure ficar em ambiente mal iluminado. Ter um local confortável para dormir e preparar um ritual para o sono são bons. Procurar se deitar todos os dias no mesmo horário e manter um diário da gratidão podem ajudar no sono”, explica.
  5. Como a neurociência combate a procrastinação 
    1. Segundo o autor, “se você quer construir bons hábitos e parar com a procrastinação, a primeira coisa é reduzir o estresse”. Depois de reduzir um pouco o estresse, Korb sugere que inicie com algo pequeno, uma pequena atitude. Para isso, ele sugere fazer a seguinte pergunta: “Qual é o pequeno passo que eu poderia fazer agora que irá me mover em direção a esse objetivo que eu estou tentando alcançar?”. Tomar esse um pequeno passo em direção ao objetivo pode fazê-lo começar a se sentir mais gerenciável, explica.

Bom, agora que você e eu sabemos dessas pequenas atitudes que promovem grandes melhorias, que tal convidar um amigo para um passeio no parque, em um dia ensolarado? Sorrindo, é claro! E, lembre-se de usar os óculos de sol. Nas horas de folga que você vai criar para se desestressar, use o Spotify para buscar aquelas músicas lindas que te faziam feliz!

Tudo simples para ser mais feliz.

Se gostou do post, compartilhe!

Felicidades!

#tofelizdavida

Usar óculos de sol e uma técnica equivalente a 2 mil barras de chocolate para ser FELIZ
Classificado como:                

Comentários no Facebook

Pular para a barra de ferramentas