O arroz é um alimento indispensável para 90% dos asiáticos. Eu adoro arroz! E você?

Então, aqui vai uma dica de arroz menos calórico – resultado de uma pesquisa conduzida em Sri Lanka. Uma tigela de arroz tem cerca de 240 calorias, as quais podem ser cortadas pela metade, garante Sudhair James, químico.  

O processo é bem simples. Para cada quantidade de arroz, calcula-se 3% de óleo de côco, que deve ser “dissolvido” em 1 xícara de água fervente para ser colocada na água de cozimento. Ou seja, é mais ou menos 1 colher de chá para meia xícara de arroz.

Depois do arroz cozido, espera-se para esfriar e ele deve ir à geladeira por 12 horas. Depois desse tempo é só esquentar o arroz no forno de microondas e, segundo James, o arroz estará fofinho!

Simples, não? Mas o processo envolve realmente alguma química dos alimentos muito fascinante. A descoberta química é  que nem todos os amidos são criados iguais.

Existem dois tipos principais – os amidos digeríveis, que nossos corpos se transformam rapidamente em glicose e armazenam como gordura se não queimadas; e amidos resistentes, que não são decompostos em glicose no estômago, para que eles tenham um menor teor de calorias. Eles não passam para o intestino grosso, onde atuam mais como uma fibra dietética e pode fornecer uma variedade de benefícios úteis ao intestino.

comer arroz sem culpa (Pixabay)
comer arroz sem culpa (Pixabay)

Pesquisadores já tinham notado que, estranhamente, o arroz frito e o pilaf  pareciam ter amido mais resistente que o arroz cozido no vapor mais comumente preparado. E um estudo no ano passado também mostrou que deixando arrefecer antes de reaquecimento e comê-lo aumentou consideravelmente o teor de amido resistente. Então James e seu supervisor Pushparajah Thavarajah quiseram investigar mais. Pesquisaram 38 tipos de arroz existentes em Sri Lanka e detectaram que colocar o óleo de côco antes do cozimento e cozinhá-lo em seguida, esfriando e reaquecendo, obtinham um arroz com amido mais resistente.

Agora, o pesquisador e seu supervisor estão animados para estudar os amidos das batatas, por exemplo. Já imaginou poder comer as batatas fritas, com menos calorias? É o próximo passo dos cientistas.

Gostei demais da dica, e você? Deixe seu comentário abaixo, OK?

fonte

Gosta do arroz mas não das calorias? Cientistas ensinam a diminui-las
Classificado como:        

Comentários no Facebook

Pular para a barra de ferramentas