Num domingo intitulado Chá com Prosa, no espaço de uma grande amiga, ofereci uma palestra intitulada O Diário do Futuro. 

O espaço era minúsculo, já que outras salas estavam ocupadas com outras atividades do dia. Aliás, foi um domingo curioso, pois foram oferecidos para o público convidado um montão de atividades, desde brechó chique, massagens de vários tipos, maquiagem e delícias que outra amiga – Ana Yoshida – preparou de coração.

Colocamos as cadeiras dentro da salinha e as pessoas foram chegando. Ficaram apertadinhas e eu preocupada. Gostaria de oferecer mais conforto, claro. 

A palestra teve dinâmicas, com participação dos convidados. Uma hora a gente ria, outra hora se refletia. O tema central dessa palestra é como desenvolver o hábito de focar no presente e no futuro, a fim de construir um novo amanhecer, deixando as crenças limitantes. Foram passados vários exercícios e espero que tenha tocado o coração daquelas pessoas.

Nesse dia, a Gracete teve que se ausentar. Ela foi para Tóquio. Na sua volta, ouviu comentários de várias pessoas. Com base nisso  me incentivou a dar continuidade. 

Entretanto, com o volume de trabalho que tive – pelos quais sou muito grata – não pude me concentrar em palestras, apesar de ter bastante material. Foi no final de setembro que ela se encontrou com um amigo, sócio do Portal Mie e os dois tricotaram sobre o assunto. 

Assim, movida pelo empurrão dos dois, com os apoios emocional da Gracete e de preparo da arte com divulgação do Portal Mie, fechei uma parceria com a Ana Yoshida, dona do espaço Fina Arte, em Tsu (Mie). A Ana Yoshida se propôs a preparar bolo e cafézinho para o dia da 1a. palestra intitulada To Feliz da Vida (o mesmo desta página, para a qual já tinha comprado o domínio no começo de setembro/15). 

Essa arte que você vê abaixo foi preparada pelo Hugo, um cara muito bacana, que trabalha no Portal Mie. Sou muito grata pelo trabalho lindo que ele fez!

ana-palestra

Depois de fechado o local com a Ana Yoshida, a Cida Doi, dona do Restaurante Sapucaí, junto com o Didi, também me ofereceu o espaço. E aceitei, claro! Com muita gratidão, pois os amigos estão me incentivando a fazer uma das coisas que sei fazer: falar em público, sem vergonha de expor compartilhando o que já vivi, experienciei e estudei.

Depressão: 10 % do mundo tem e 13% poderá ter

Compartilhar experiências de como saí da depressão e síndrome do pânico pode fazer diferença na vida das pessoas. Afinal, o mundo enfrenta um problema seríssimo com essa doença que atinge 10% da população do Planeta! 

O difícil é as pessoas aceitarem a doença, como uma gripe, por exemplo. É uma doença com vários estágios e, se a pessoa não se cuidar, ela própria tira sua vida. Pode ser tratada como se trata qualquer outra doença. 

A alimentação, a qualidade de sono, a qualidade dos pensamentos e outras atitudes tiram a pessoa do estado horrível de angústia, de escuridão, da inércia e da falta de autoestima. 

Por isso, se você está passando por isso, se tem alguém na família ou no seu círculo de amigos, venha assistir e participar!

Se você não tem depressão mas seu foco é qualidade de vida e bem estar, venha também, pois vou passar dicas maravilhosas! 

 

Como nasceu o Tô Feliz da Vida
Classificado como:                

Comentários no Facebook

Pular para a barra de ferramentas