mente
Depois da arrumação e faxina em casa, que tal fazer a da mente?

Depois de feita a arrumação e grande faxina em casa, que tal fazer uma da mente? Confira os bons motivos.

Quase não ouvimos mais falar da palavra higiene mental. Mas ela existe. Na verdade, não podemos apagar nada do nosso arquivo mental, diferente do nosso computador ou da memória de um smartphone. No entanto, podemos deixar algumas memórias de lado, perdoadas e ressignificadas. Então, uma das palavras-chave para a “limpeza” é o perdão.

Perdoar nossas atitudes do passado, as mágoas e feridas. Sair do “modo vitimista” ou coitadinha(o) e se colocar na posição de “assumo total responsabilidade pelo meu destino”. Quando fazemos isso, tudo fica mais leve.

É a mesma sensação de fazer faxina em casa. Quando terminamos dá um alívio, parece que tudo fica mais claro, mais leve, mais encantador.

Assim é a mente também.

Para fazer a arrumação da mente, podemos incluir atitudes positivas no nosso dia a dia, como se enfeitássemos a casa com flores e plantas naturais. Só de colocá-las em diversos locais da casa, como banheiros, cozinha e sala, ganhamos encanto.

flores
Flores na casa limpa, arrumada e organizada criam harmonia com o ambiente

Essas atitudes positivas podem ser cultivadas e se transformam em hábitos. A ciência já comprovou que isso pode ser feito em nossas mentes.

Arrumação na mente para o hábito de ser feliz

livro

Aqui aproveito para recomendar a leitura do livro O Jeito Harvard de Ser Feliz. Ele explica cientificamente sobre essas atitudes positivas.

Então, ao invés de querer apagar, perdoe e ressignifique.

Um das formas de fazer isso é a prática do Ho’oponopono. Repetir “Divino Criador, sinto muito, me perdoe por favor, eu Te amo, sou grata”. Essa poderosa frase, substituída a cada pensamento ruim ou negativo, vai limpando a mente.

Outra é a prática da meditação, que tanto falo aqui. Pode ser a mindfulness, fácil de praticar, por qualquer pessoas.

Outra forma é fazer afirmações, como ensinou Louise Hay. E se sentir convincente com isso. Acordo todos os dias já dizendo “sou grata pela noite bem dormida, pela nova vida de hoje, pelo dia maravilhoso, pela comida, pelo ar que respiro, pelo meu trabalho, pela água… e assim por diante”.

Empoderamento

Uma psicóloga da Harvard, Amy Cuddy, descobriu que quando a gente manda comando para o cérebro, como o da poderosa, nos tornamos. Portanto, a linguagem corporal pode nos moldar. Como assim? Ela explica que a pose da Mulher Maravilha, por 2 minutos, são suficientes para nos encher de confiança. Por isso, faça isso sempre! É bem simples. Erga os dois braços, esticados para o céu, na pose do vitorioso. Ou, coloque as duas mãos na cintura por 2 minutos. Pronto!

Você pode assistir à palestra dela tocando aqui para abrir uma nova tela (em inglês). Ou, assistir ao vídeo aqui.

Gratidão

Outra forma é desenvolver o hábito da gratidão. Já falamos bastante sobre o tema aqui, inclusive do diário da gratidão. Então, basta colocar isso em prática.

Mente: declaração e decreto 

Uma outra dica que quero compartilhar aqui são outros comandos mentais. Crie uma declaração todos os dias. Algo como “declaro que hoje é mais um dia de saúde, de prosperidade, de abundância, de riqueza, de felicidade, de amor, de alegria…” e assim por diante. Acrescente tudo o que quer fazer e precisa fazer no dia. Estabeleça os horários, os envolvidos e agradeça por tudo dar muito certo. Isso é infalível.

Você se centra no presente e tudo flui, conforme declarou e decretou.

Assim, a gente vai construindo um dia melhor, todos os dias. Isso vira hábito. E claro, sempre vigiando os pensamentos. Adote a prática da substituição e do cancelamento. Quando uma ideia ou pensamento ruim me vem à mente digo 3 vezes: “cancelo, cancelo, cancelo. Substituo por isso e aquilo”. Esse tipo de comando é poderoso. Funciona mesmo!

Outras atitudes simples

Outras atitudes importantes são: contemplar o belo, seja visitando um parque, um museu de arte, uma galeria, assistir um concerto especial, um filme, etc. Também, dormir bem, cuidar do corpo se alimentando adequadamente, ingerindo água o suficiente, suplementando com o que falta na alimentação, ter um hobby para se distrair, conviver com pessoas de qualidade, que nos inspiram, que são pra cima; fazer doações – palavras, amor, tempo, carinho, dinheiro, etc.. Sabe por que? Quando doamos emitimos uma ordem: de que há mais do suficiente.

passaros
Mente aberta para o novo, para a apreciação, para a contemplação… tudo isso faz bem!

Ter a mente aberta para o novo, todos os dias. Diariamente tomamos conhecimento de alguma nova descoberta, algo inusitado, algo diferente. Isso estimula a mente, aguça a curiosidade, aumenta o saber.

Cultivar o hábito de ser feliz todos os dias. O paradigma de que a gente é feliz quando compra aquela bolsa, quando pode viajar, quando se consegue aquela promoção no trabalho, deve ser refletida. Somos felizes, por isso crescemos, nos abrimos para o novo, nos tornamos prósperos e tudo de bom acontece.

É o que a psicologia positiva desmistificou para nós. Primeiro é importante SER feliz. A partir daí as coisas começam a acontecer!

10 emoções e sentimentos

Barbara Fredrickson, da Universidade da Carolina do Norte e especialista reconhecida internacionalmente, sobre felicidade, nos ensinou 10 emoções e sentimentos mais positivos. São alegria, gratidão, serenidade, interesse, esperança, orgulho, divertimento, inspiração, maravilhamento e amor.

viajar

Bela lição de positividade, não é?!

Então, procure essas emoções e sentimentos dentro de você para serem usados como substitutos, sempre!

Vou listar de novo, para você copiar e praticar:

  1. Alegria
  2. Gratidão
  3. Serenidade
  4. Interesse
  5. Esperança
  6. Orgulho
  7. Divertimento
  8. Inspiração
  9. Maravilhamento
  10. Amor

Espero que este post tenha te ajudado a refletir sobre a “limpeza” e “arrumação” da mente.

No próximo post vou falar sobre como desenhar e criar o seu futuro próximo: ano de 2018.

Até lá!!!

Gratidão por ter lido o post 😉

#tofelizdavida

Arrumação da mente e 10 sentimentos positivos
Classificado como:                

Comentários no Facebook

Pular para a barra de ferramentas